Redação 96FM

Uma reportagem do Jornal Folha de São Paulo ressalta como a agroecologia tem ajudado agricultores familiares a produzirem em meio a seca histórica que assola o sertão da Paraíba.

A matéria conta a história de dona Marlene Pereira de 46 anos que conta que sustenta a família plantando uma área de menos de meio hectare. Na feira agroecológica do município de Lagoa Seca, distante 142 quilômetros de João Pessoa, ela vende cebolinha, coentro, batata doce, alface, couve, milho, além de galinhas e bodes de sua criação.

A agricultora exalta o fato de seus produtos serem livres de agrotóxicos pois produzem os próprios biofertilizantes e bio defensivos. Mas nem sempre foi assim, Marlene conta que foi ensinada a plantar uma coisa só em determinada área, no entanto hoje ela reconhece os benefícios da produção consorciada.

A água para a produção vem das cisternas que captam as águas da chuva e oferece o líquido precioso para o consumo humano, criação de animais e para a irrigação das áreas produtoras.

Veja como a agroecologia tem mudado a realidade de agricultores do nordeste na reportagem da Folha 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui