Foto: Secom

Salvador

O governador Rui Costa recebeu representantes da estatal China Road and Bridge Corporation (CRBC), uma das quatro maiores do país asiático, nesta segunda-feira, 9, no Palácio de Ondina, para assinar protocolo de intenções para construção da ponte Salvador-Itaparica.

A minuta do documento foi finalizada no último fim de semana e é resultado de um longo processo na busca do governo do estado pela viabilização do projeto.

“É um investimento bastante expressivo. Estamos falando de algo em torno de R$ 7 bilhões. O que acabamos de assinar é um documento que autoriza a estatal chinesa a fazer os estudos necessários sobre a ponte. Durante um prazo de seis meses, eles analisarão detalhadamente o projeto arquitetônico, estrutural e financeiro. Após esses estudos, poderão bater o martelo sobre quanto custará a ponte e qual é a modelagem econômica e financeira para o projeto”, explicou o governador.

Obras na Ásia

A estatal chinesa é responsável por grandes obras em países asiáticos, como Vietnã, Indonésia, Cambodia e Bangladesh. No Brasil, a Bahia será a porta de entrada para os investimentos da empresa.

Estrutura

Segundo os estudos preliminares, a ponte deverá ter 12 km de extensão, por 32m de largura, o que permite a criação de seis faixas de tráfego e duas pistas de acostamento

A China Road and Bridge Corporation irá enviar uma equipe para avaliar as condições ambientais que envolvem a obra e reestudar o projeto. “É uma empresa de grande porte, com muita experiência e tecnologia. Atualmente, das dez maiores pontes que estão sendo construídas no mundo, eles estão construindo cinco”, acrescentou Rui.

Veja a reportagem completa no Jornal A Tarde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui