Redação 96FM

A relação entre uma doença misteriosa que causa fortes dores musculares e deixa o infectado com a urina preta, com o consumo de peixes foi descartada por pesquisadores do Laboratório de Virologia do Instituto de Saúde Coletiva (ISC) da Universidade Federal da Bahia.

Os pesquisadores não encontraram toxinas nas amostras de sangue, fezes e urina de pacientes do Hospital Aliança em Salvador, local onde foram atendidos os primeiros casos da doença no final do ano passado. A pesquisa aponta que a doença pode ser causada por um vírus ainda não identificado. Outras investigações deverão confirmar a causa precisa da doença. Dos 52 casos notificados pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), menos da metade dos pacientes  afirmaram ter consumido pescados.

Duas pessoas morreram após apresentarem os sintomas da doença, um caso foi em Salvador e outro em Vera Cruz na Região Metropolitana. Amostras recolhidas dos pacientes foram encaminhadas para laboratórios do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Alabama (EUA). Cinco análises realizadas pelo Instituto Adolfo Lutz em São Paulo já tiveram resultados, em duas foi detecta a presença de metais pesados – cadmo e chumbo. As amostras de peixes encaminhadas para análise não apresentaram nenhum tipo de contaminação.Um exame Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen), que descartou a presença de bactérias em amostras de sangue, fezes e urina.

A superintendência de Vigilância da Saúde da Sesab recomenda que pacientes que apresentarem dor muscular de início repentino e urina de tonalidade escura procurem de imediato uma unidade de saúde para iniciar o tratamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui