Chuvas serão mais intensas no Norte de Minas e Oeste da Bahia, podendo alcançar volumes significativos na região

Tiago Marques | Redação 96FM

Depois de um mês de janeiro praticamente seco (o segundo mais seco registrado nos últimos dez anos, perdendo apenas para 2014 que não teve nenhum episódio de chuva registrado), a chuva promete chegar de forma generalizada nos primeiros dias de fevereiro.

A nebulosidade começa a aumentar já no início da semana, aumentando também a probabilidade de pancadas de chuva, a partir da próxima sexta-feira (03) deve chover de forma generalizada em toda a região. O volume de chuvas em Guanambi e Região vai depender de como será formada a Zona de Convergência. O Norte de Minas e o Oeste da Bahia deverão receber volumes mais significativos, no entanto o acumulado nos próximos dias deve variar entre 50 e 100mm, podendo ocorrer episódios isolados que aumentam essa margem em algumas localidades.

Agricultura

No final de 2016 o agricultor candibense Expedito mandou um vídeo para o programa AgroSomar do Canal Rural. Em meio a sua lavoura de sorgo no distrito de Pilões, ele pediu às apresentadoras do programa para falar sobre a previsão para Candiba. A previsão realizada pela Somar Meteorologia apontava apenas chuvas isoladas para o início de janeiro, com maior possibilidade a partir do dia 11, mais ou menos a data que ocorreu alguns episódios de chuva isoladas na região.

O sorgo do Sr. Expedito foi plantado logo em Outubro, após as primeiras chuvas. Com mais de 30 dias de estiagem cerca de 1/3 da plantação não vingou, sendo replantada após a chuva de novembro. Em dezembro também choveu no início da segunda semana e a lavoura desenvolveu, mas ainda precisava de mais chuva para ser colhido. Nesta quinta-feira ele enviou para esta redação as fotos da colheita, sem esperanças de que a chuva chegasse ele colheu o sorgo antes de secar ou de formar grãos.  Na área de três hectares ele colheu apenas oito carretas.

Ele também plantou uma outra área em novembro que se desenvolveu bem nas primeiras semanas, no entanto a estiagem já representa perda significativa da lavoura. Cerca de 10 hectares de sorgo foram plantados na Fazenda Lagoa das Pombas no distrito de Pilões. A produção é usada para elaboração de silagem que serve para alimentação do gado de corte.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui