Redação 96FM

Segundo boletim divulgado nesta terça-feira, 7, pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), de 16 casos suspeitos de febre amarela em humanos, neste ano, até o dia 1º de março, sete foram descartados após exames laboratoriais. No entanto, nove casos ainda são investigados.

As cidades de onde procedem os casos em análise são: Itiúba, Itamaraju, Nova Viçosa, Teixeira de Freitas, Ilhéus e Feira de Santana. Além de dois moradores do estado de Alagoas, que passaram por várias cidades da Bahia.

Em Alagoinhas foi confirmado um caso da doença em um macaco. O animal habita na zona rural da cidade, para onde a Sesab encaminhou 100 mil doses extras da vacina, com o objetivo de imunizar a população que ainda não concluiu o calendário de vacinação.

Depois de confirmada a doença no macaco, o Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, esteve na cidade acompanhando outras ações de combate ao mosquito transmissor da febre amarela – aedes aegypti -, além de fazer apelo à população para que as pessoas procurem se vacinar nos postos de saúde.

A Assembleia Legislativa estadual fez hoje,7, uma audiência pública para debater os fatores da febre amarela em humanos. Responsáveis pela Vigilância Epidemiológica na Bahia apresentaram dados e destacaram a ausência de casos confirmados em humanos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui