Redação 96FM

A cidade de Vitória da Conquista tem passado por momentos de tensão devido a ação de integrantes da facção BDN – Bonde do Neguinho – que tem Jasiane Silva Teixeira, 28, a “Dona Maria” como líder. Segundo informações da Polícia Civil, o grupo é ligado ao PCC, grande organização criminosa do Brasil, e tem Juarez Vicente de Moraes, vulgo “Neguinho” como gerente do tráfico e executor de assassinatos.

No mês de fevereiro deste ano, a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) adotou a carta de “Dama de Copas” para inseri-la no “Baralho do Crime”. Com base em informações do portal de notícias “UOL”, a “dona Maria” é branca e de olhos claros e tem crescimento recente em atividades criminosas na região.

A “dona Maria” é acusada é ré em seis processos, na Justiça Criminal, incluindo tráfico e associação para o tráfico, além de homicídio qualificado. As mortes de adolescentes em Vitória da Conquista fizeram com que Jasiane fosse incluída no “baralho” como a “Dama de Copas”.

Julgados como “soldados do tráfico” numa área inimiga, dois amigos foram mortos, recentemente, com mais de dez tiros de pistola e revólveres. Os rapazes estavam de bicicleta no Vila Sul, conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida, à procura de maconha para compra de uso próprio, ainda segundo o “UOL”.

Jasiane é a terceira mulher a fazer parte do Baralho do Crime, desde quando criado, em 2011. O método foi criada pela SSP como forma de estímulo à participação da população na busca e captura de bandidos procurados pela polícia. Jasiane entrou no baralho no lugar do traficante Averaldo Ferreira da Silva Filho, o Averaldinho, que segundo a SSP, saiu, porque teve a prisão revogada pela Justiça.

A “dona Maria” já foi presa por tráfico de drogas no ano de 2008. Depois de liberta, passou a atuar sob as ordens de Bruno de Jesus Camilo, o Pezão, fundador do Bonde do Pezão, e montou sua base em Jequié.

Veja mais sobre o baralho do crime  aqui

Foto: Divulgação/SSP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui